frio_lintz

Cirurgia no inverno

maio 11, 2016

Demanda por cirurgia plástica aumenta em até 50% entre abril e agosto.
Com a chegada do inverno, existe um aumento nas clínicas de Cirurgia Plástica em todo o Brasil.
Ainda que o momento econômico nao seja favorável, a procura pelo bem estar físico e emocional ainda se mantém entre os pacientes.
Cirurgias cada vez mais naturais, sem estigmas, mais seguras tem motivado os pacientes a continuar sua busca pela cirurgia plástica. A cirurgia plástica estética ainda é a mais comum mas a cirurgia reparadora teve um aumento mais importante.
Em 2009, 629 mil cirurgias plásticas foram realizadas no Brasil, sendo 27% reparadoras (quase 170 mil cirurgias). Em 2013, representavam 40% das cirurgias  – 492 mil (1,23 milhão de plásticas).
Os casos de câncer de pele, cirurgias após cirurgias bariátricas e reconstrução de mamas são as mais comuns das cirurgias reparadoras.
O fato de o Brasil ser um país tropical leva a uma grande incidência de tumores de pele. O  aumento do número de cirurgias bariátricas tem levado a um aumento da busca pelas cirurgias de mamas, abdome, braços e pernas, além da face.. As reconstruções de mama representam grande número de cirurgias também, com o aumento do diagnóstico, a melhora das técnicas e o desejo do restabelecimento da forma. Na realidade toda cirurgia reparadora tem um objetivo de estética e vice-versa, principalmente nas cirurgias de nariz e de abdome
As cirurgias estéticas ainda representam a maioria entre as cirurgias plásticas, ocupando o Brasil uma posição de destaque quantitativo e qualitativo no mundo. E especialmente no inverno existe um aumento no número das cirurgias.|
Segundo o cirurgião plástico Dr. Eduardo Lintz, realizar uma cirurgia plástica no inverno pode trazer inúmeros benefícios estéticos e de saúde para o paciente. Ele explica que os dias frios ajudam a diminuir o inchaço, facilitam o uso das roupas e cintas modeladoras no período de recuperação, além de contribuir para um bom processo de cicatrização. Devido a esses fatores positivos, o cirurgião plástico detecta um aumento de até 30 a 50% no número de cirurgias plásticas realizadas entre os meses de abril e agosto nos últimos anos, em sua clínica. As cirurgias mais procuradas pelas mulheres são as de contorno corporal, como a colocação de implantes mamários (próteses de mamas), lipoaspiração, abdominoplastia e cirurgias redutoras de mama. Já os homens, com idade a partir dos 40, procuram por face, pálpebras, lipoaspiração, ginecomastia e abdominoplastia.

Para quem pretende realizar uma cirurgia plástica no período do inverno, Dr. Eduardo Lintz lista alguns pontos positivos que favorecem a escolha da data:

  • Durante o inverno há menor incidência dos raios solares. Nessa época, o
    paciente fica mais tempo em casa e isso facilita o período pós-operatório, garante boa cicatrização e evita o aparecimento de manchas na pele e cicatrize escurecidas.
  • Os meses de julho e agosto também correspondem ao período de férias
    escolares, o que proporciona às mulheres maior disponibilidade para cumprir o repouso necessário para a recuperação, porque não precisam levar às crianças à escola;
  • A cirurgia plástica sempre causa edema (inchaço)  – mas que pode ser mais acentuado em função do calor, causando incômodo para o paciente. Quando as temperaturas estão mais amenas, o edema tende a ser menos intenso;
  • Alguns tipos de cirurgias plásticas (lipoaspiração e a abdominoplastia)
    necessitam do uso de cintas modeladoras no período pós-operatório, que são mais toleradas durante os dias mais frios. Além disso, malhas ou outros curativos ficam mais escondidos pelas roupas mais largas usadas nesta época.

Vale salientar que os cuidados pré operatórios são os mesmos em qualquer época do ano. Assim como os cuidados na cirurgia e no pós operatório. O que não muda é a necessidade de se realizar as cirurgias com segurança e nesse contexto os hospitais e clínicas muito bem estruturadas são os locais de preferência.