Laser para epilação

março 22, 2012

O princípio da ação do laser é a fototermólise seletiva, que significa que algumas estruturas do corpo captam mais calor e energia do que outras, quando submetidas à exposição da luz. Para a Epilação, o aparelho de laser é regulado para que a melanina, contida em grande quantidade no folículo piloso que origina o pelo, capte a maior quantidade de energia. Após a captação, esta energia e transmitida ao folículo piloso na forma de calor, destruindo-o e eliminando a possibilidade da geração de um novo pelo.

Antes do tratamento, o médico determinará o tipo de pele, energia e a ponteira a ser utilizada.

Quando a pele tende a ser mais escura, é necessário utilizar energias menores para evitar danos à pele. Isso resulta numa perda de eficiência, tornando os tratamentos mais demorados. Pelos finos e claros, que absorvem menos energia, não são ideais para serem tratados com Laser e LPI (LUZ INTENSA PULSADA).

Infelizmente, não é possível determinar o número exato de sessões a ser realizado. O paciente deve ser informado de que várias sessões serão necessárias, sendo que o numero depende da região do corpo e de cada paciente.